Os Despojados, Vol. 1

Os Despojados, Vol. 1 No Seu Romance Mais Ambicioso E Prof Tico, Ursula K Le Guin Realizou Um Espantoso Tour De Force A Arrebatadora Hist Ria De Shevek, Um F Sico Brilhante Que Tenta Reunir Sozinho Dois Planetas, Separados Um Do Outro Por S Culos De Desconfian AAnarres, A P Tria De Shevek, Uma Lua Rida, Colonizada Por Uma Civiliza O Anarquista Ut Pica Urras, O Planeta M E, Um Mundo Muito Semelhante Terra, Com As Suas Na Es Beligerantes, Grande Pobreza E Imensa Riqueza Shevek Arrisca Tudo Numa Corajosa Visita A Urras Para Aprender, Para Ensinar, Para Partilhar Mas A Sua D Diva Transforma Se Em Amea A E No Conflito Profundo Que Da Resulta, Shevek For Ado A Reexaminar A Sua Filosofia De Vida

Ursula K Le Guin published twenty two novels, eleven volumes of short stories, four collections of essays, twelve books for children, six volumes of poetry and four of translation, and has received many awards Hugo, Nebula, National Book Award, PEN Malamud, etc Her recent publications include the novel Lavinia, an essay collection, Cheek by Jowl, and The Wild Girls She lived in Portland, Orego

❮PDF / Epub❯ ☉ Os Despojados, Vol. 1  ✩ Author Ursula K. Le Guin – Webcamtopladies.info
  • Livro de bolso
  • 156 pages
  • Os Despojados, Vol. 1
  • Ursula K. Le Guin
  • Portuguese
  • 05 July 2019

10 thoughts on “Os Despojados, Vol. 1

  1. says:

    Adorei a primeira parte deste livro filos fico de Ursula K LeGuin Deveras interessante fic o cient fica com uma pitada de filosofia a anarquia versus o capitalismo Este livro absolutamente espantoso Mais uma grande e incontorn vel refer ncia da FC da grande UKLG

  2. says:

    Se procuram um bom livro de Fic o Cient fica, est o diante de um deles Nada de batalhas com lasers e extra terrestres esquisitos.Talvez a melhor fic o pol tica que j mesmo um livro a n o perder

  3. says:

    opini o sobre os 2 volumes Os Despojados uma das obras mais emblem ticas de Ursula K Le Guin escrita em 1974, venceu v rios pr mios entre eles o Hugo e o Nebula, dos mais importantes dentro da fic o especulativa , mas obteve igualmente reconhecimento fora do mbito da chamada genre fiction A hist ria deste livro decorre em dois planetas fict cios Urras e Anarres O primeiro, bastante semelhante Terra, um planeta rico em termos de recursos naturais, mas tamb m marcado pelos constantes conflitos entre os seus povos Anarres a lua de Urras, um planeta in spito, que uma fac o dissidente de urrasti decidiu colonizar a fim de l implementar uma sociedade igualit ria, baseada no anarquismo e na partilha de bens Neste contexto, o leitor toma contacto com a personagem central, o f sico anarresti Shevek, que no in cio do livro ruma a Urras, tornando se assim o primeiro anarresti a faz lo.O livro alterna entre cap tulos onde a a o decorre num e noutro planeta, mas n o de forma linear Em Anarres, acompanhamos os acontecimentos da vida de Shevek antes de rumar a Urras nos cap tulos deste ltimo, percebemos como decorre a chegada a este novo planeta, as dificuldades que sentiu, e todas as ilus es e desilus es que experienciou.O que mais me agradou neste livro foi a riqueza em termos de temas para reflex o Atrav s da constru o de dois mundos fict cios ou nem tanto assim, pelo menos no que respeita a Urras que se posicionam praticamente em extremos opostos, a autora faz com que reflitamos na imperfei o de ambos e que nos questionemos sobre o que realmente a liberdade e o livre arb trio do indiv duo inserido numa sociedade Dentro da tem tica social, o livro foca tamb m o tema da inevitabilidade da exist ncia de estruturas de poder Mas os temas tratados v o muito para al m disto reflete se sobre a import ncia dos recursos naturais e sobre a natureza das rela es humanas, j para n o falar da importante teorias f sicas sobre o tempo tema sobre o qual pouco percebo e que me fez compreender um pouco pior certas sec es do livro.Durante praticamente toda a leitura, senti que as personagens e a forma como estes mundos foram constru dos eram bastante reais e achei a escrita de Ursula K Le Guin muito acima da m dia Talvez n o o tenha lido na fase mais prop cia da minha vida, mas ainda assim foi um livro que me fez pensar e que penso estar mais atual do que nunca, tendo em conta o contexto presente E, dia a dia, a vida uma tarefa dif cil, cansas te, perdes o padr o Precisas da dist ncia, do intervalo A maneira de ver como a Terra bela v la da Lua A maneira de ver como a vida bela v la do melhor miradouro, a morte.Um livro que brilha pela forma intemporal como retrata os dilemas de encontrar a sociedade ideal, com o equil brio na distruibui o de recursos A acompanhar isto, uma escrita not vel e um rol de personagens marcantes Recomendado.

  4. says:

    Resolvi comentar estes livros juntos pois a vers o original em ingl s conta com apenas um volume Numa altura em que os universos dist picos est o na moda com livros como Os Jogos da Fome, Divergente, Uni o e Delirium bom falarmos tamb m dos universos dist picos que al m de serem mais antigos tem uma estrutura anormal ao t pico romance dist pico No t pico mundo dist pico as sociedades consideram se perfeitas e um modo de vida para o bem estar comum foi criado Em Panem as pessoas est o divididas em distritos, em Chicago em fac es, em Uni o e Delirium as pessoas est o separadas do mundo exterior por o mesmo ser sujo e imperfeito Em Os Despojados damos por n s em dois planetas com meios de vida opostos mas que afirmam ambos ser a utopia Em Anarres n o h nada, quando Urras desistiu de colonizar esta sua lua deixou as pessoas para morrerem, numa utopia em que ningu m tem nada mas onde os bens e as pessoas circulam para o bem de todos Em Urras o dinheiro rei e senhor, sendo um planeta capitalista o poder est nas m os daqueles que t m dinheiro No meio destes dois Shebek tenta sobreviver e perceber a diferen a entre ambos e como duas utopias podem ser t o diferentes uma da outra Ursula Le Guin das minhas autoras favoritas, a sua escrita n o particularmente f cil e os seus livros n o s o muito conhecidos em Portugal Creio que escreve melhor para adolescentes do que para adultos mas a verdade que j ganhou in meros pr mios com v rios dos seus livros, logo trata se apenas de uma quest o de gosto pessoal No entanto, devo admitir que as suas ideias tendem a ser bastante originais e a maneira como ela lida com as situa es e personagens n o das mais comuns Esta hist ria acaba por ser um bom exemplo daquilo que falo Recomendo Ursula Le Guin para todos os amantes de fic o cientifica e para quem esteja interessado em ler sobre realidades dist picas Catarina

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *